Sem categoria

A exibição como forma e conteúdo transformador

A exibição como forma e conteúdo transformador: esse foi um dos assuntos abordados no encontro que o Coletivo Alma participou no sábado, 22 de Junho, no espaço do próprio coletivo.

Esse encontro foi propiciado pela parceria entre o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo e a Bonita Produções, num curso onde o o tema era: “Quais os desafios para o reconhecimento de produções audiovisuais que denunciam a realidade social e retratam as transformações urbanas? A exibição de filmes em espaços públicos e instituições sociais potencializam a sua ação sociocultural?” Recebemos no Barracão do Coletivo Alma representantes da Bonita, do Sesc e o pessoal do curso.

A experiência de trabalho do Coletivo – que atua na Zona Leste de São Paulo desde 2003 com diversas linguagens (como teatro e audiovisual) ligando temas culturais, ambientais e sociais – orientou o encontro e exibimos o mais recente documentário realizado pelo coletivo “Ritos de Rios e Ruas”.

A conversa  foi envolvente e se falou sobre as leis de incentivo, as manifestações culturais e ambientais pela cidade e particularmente na região leste, onde há escassos investimentos do poder público – o que ocorre em Itaquera, bairro onde o coletivo mantem sua sede e que também é território de diversos grupos, Ongs e associações que desenvolvem projetos culturais. A mobilização de grupos locais ficou evidente ao pessoal de uma forma prática já que logo na chegada do grupo ao Barracão do Coletivo Alma, são visíveis também, ali próximas, sedes de outros
coletivos.

Commentários

Diga o que você acho. Seja educado!