Trocas Solidárias

A pequena Vitória ajudando muito

Diante da vida que pede alternativas, diante de desafios frente ao processo de acúmulos de tantas coisas, desde roupas que não usamos mais até brinquedos que vão sendo esquecidos nos cantos da casa, assim se deu a primeira experiência do Coletivo Alma na organização da feira de trocas solidária, que aconteceu no dia 23 de fevereiro de 2013.
Saberes, fazeres… 

A Primeira Feira de Trocas Solidária está dentro das ações que o Ponto de Cultura Cohabitarte desenvolve na região de Itaquera. No espaço do Barracão do Alma recebemos diversas pessoas no sábado a tarde, onde colocamos em prática a economia solidária; foi um desafio para todos, o desapego, a vontade de compartilhar e construir nossos mundos, possíveis e saudáveis.
Ana, Vitória e Adriano na recepção
Possibilidades de ressignificações do sistema de escambo, que desde os povos mais antigos e até hoje ainda é feito por alguns povos da África e da América que procuram trocar aquilo que há em excesso na comunidade.
Crianças envolvidas na proposta
Para a nossa feira foi criado uma moeda social, que denominamos de Alma, com o mesmo valor do Real, visando à facilitação do uso da moeda e, consequentemente, das trocas propomos aos participantes, na chegada à feira, que dessem valor aos seus produtos abaixo do mercado tradicional. Os saberes e fazeres também foram disponibilizados para trocas, assim valorizamos outros conceitos e com isso nenhuma pessoa ficou sem participar da feira.
Nossa moeda

Faremos outras feiras, a experiência foi muito valorosa e aprendemos muito com tudo que envolveu o fazer e a organização da feira.  Para a terceira semana de Maio/2013 acontecerá o segundo evento. Gratidão as pessoas que foram à feira, a todas as pessoas que de alguma maneira contribuíram para o desenvolvimento e o êxito da proposta.
Saberes sendo valorizados

Commentários

Diga o que você acho. Seja educado!